Twitter Facebook YouTube

ESCOLA SINDICAL SÃO PAULO > ARTIGOS > TRABALHADORES UNIDOS, TRABALHADORES MAIS FORTES

Trabalhadores unidos, trabalhadores mais fortes

Escrito po: Joana Almeida, presidenta da CUT-CE

24/01/2013

 

Início de ano é momento de avaliação de nossas ações político-sindicais, condição de êxito para continuidade de novas lutas. O nosso papel, enquanto central que deseja ampliar conquistas, é representar e fortalecer os sindicatos. Ao refletir sobre o ano de 2012, registramos alguns avanços, sempre fruto de nossa organização, luta e consistência de propostas.

Destacamos a valorização do salário mínimo. De acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), desde 2004, quando as centrais sindicais lançaram a campanha de valorização do salário mínimo, foram realizadas marchas com o objetivo de fortalecer a proposta. Como consequência, este piso salarial passou de R$ 260, em 2005, para R$ 678, em 1° de janeiro de 2013, valor que representa elevação de 9%, em relação a 2012. Estamos no rumo certo: merecemos mais.

Duas conquistas também se destacaram na luta pela consolidação do trabalho decente para todos (as) trabalhadores (as) do país. Uma delas foi a aprovação da Emenda à Constituição 438/01, com a participação decisiva do movimento sindical cutista. A PEC do Trabalho Escravo, como ficou conhecida, determina a expropriação, após condenação na Justiça, de propriedades rurais onde trabalhadores vivem em situação análoga à escravidão. A próxima luta será vencer a pressão da bancada ruralista no Senado.

Outra vitória foi a aprovação da PEC 478/1, que garante às trabalhadoras domésticas direitos já assegurados a outras categorias com carteira assinada. A PEC ainda deve ser votada novamente na Câmara, seguir para o Senado, e, caso seja aprovada, deve ser sancionada pela Presidência. Vamos continuar pressionando pela sua finalização.

As mobilizações da CUT pelo trabalho decente continuam em 2013, tendo em vista a consolidação da democracia e a ampliação da participação da classe trabalhadora na construção de um estado democrático, justo e solidário para quem constrói a riqueza.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista

#AnulaReforma

RÁDIO CUT

Rua Dona Brígida, 299 - V. Mariana - São Paulo/SP - Fone/Fax: (11) 5084-2131
Escola Sindical São Paulo-CUT - ©2013 todos os direitos reservados