Twitter Facebook YouTube

ESCOLA SINDICAL SÃO PAULO > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > NOTA DA CUT SOBRE ESTRANHA DELAÇÃO CONTRA DIRIGENTE

Nota da CUT sobre estranha delação contra dirigente

20/04/2017

A CUT não pode responder sobre acusações genéricas que não citam sequer os nomes dos supostamente envolvidos em propinas

Escrito por: CUT Nacional

A CUT repudia e estranha a delação a dirigentes da Central que não cita sequer nomes de quem supostamente teria recebido propina da Odebrecht para impedir ações sindicais para reivindicar melhoria em condições de trabalho e renda em Rondonia. Primeiro, porque são os sindicatos que negociam acordos, organizam as lutas e as greves.

A CUT Rondonia apoiou política e logisticamente todas as lutas dos trabalhadores da construção civil do Estado. A CUT nacional ajudou a negociar os acordos conquistados pelo sindicato da construção civil de Rondonia. Segundo, porque a delação não diz o nome do denunciado nem em que período houve a suposta negociação? do pedido de propina.

? preciso esclarecer que, até março de 2010, o Sindicato da construção civil de Rondonia era filiado à outra central sindical, portanto a data é fundamental para esclarecer os fatos. Após o Sindicato se filiar à CUT, foram realizadas em Rondonia as greves mais duras da história, com resultados extremamente positivos para os trabalhadores.

Todos os acordos foram fechados com reajustes muito acima da inflação - com os maiores índices negociados no país pela categoria -, com enorme aumento nos valores dos tíquetes refeição, entre outras conquistas. É importante ressaltar que as greves sempre são encerradas com assembleias onde o trabalhador vota se aceita ou não o acordo construído e conquistado.

E mais: uma das grandes conquistas das greves em Rondonia foi a deflagração de uma negociação tripartite nacional que culminou com a assinatura do Compromisso Nacional de Melhoria das condições de trabalho na construção civil.

A CUT não pode responder sobre acusasões genéricas que não citam sequer os nomes dos supostamente envolvidos em propinas, nem sequer a data em que ocorreram, até mesmo porque protagonizou com sindicatos filiados uma das maiores lutas do setor em todo o país.
 

Central Única dos Trabalhadores

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
Vagner Freitas durante a abertura oficial do #15CongressoCUT
Vagner Freitas durante a abertura oficial do #15CongressoCUT

Fala do presidente nacional da CUT na abertura oficial do #15CongressoCUT

RÁDIO CUT

Rua Dona Brígida, 299 - V. Mariana - São Paulo/SP - Fone/Fax: (11) 5084-2131
Escola Sindical São Paulo-CUT - ©2013 todos os direitos reservados